O que existe além do que vejo?

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

O que existe além do que vejo? É uma pergunta extremamente filosófica, porque nos faz pensar na essência de algo ou de alguém. O filósofo Sócrates não perguntava o por que? Ele questionava o que é?A busca pela essência passa necessariamente pelo o que é? Assim, convido aos caros leitores a fazer um exercício filosófico. O que existe além do que vejo?
Se fosse possível subir no topo da Pedra de Três Pontas ( ponto mais alta da cidade de Itarantim) e de lá com uma luneta mirar para o antigo Cenecista, perguntando o que existe além de concreto? A minha resposta seria: Eu vejo, Ze Pires, Adnalia, Pr. Francisco…vejo um monte de estudantes subindo a maior ladeira do mundo, a ladeira do ginásio…também vejo o bolo da mãe de Tiniz, os lanches no portão… Eu vejo sonhos realizados e sonhos frustrados. O Cenecista não é só um monte de escombros deixado para trás.
Mais adiante enxergo a praça Antônio Guedes, hoje Alameda com o mesmo nome, quanta memória coletiva, acredito que se pudéssemos mensurar a quantidade de voltas que eu dei naquela praça, acho que daria para ir e voltar tranquilamente em Cuba.
Já olhando para a Praça Luiz Viana Filho, eu vejo crianças brincando no intervalo da Escola Marechal Castelo Branco, vejo uma gincana com alunos do Cenecista, peças de teatro no coreto…são tantas lembranças que fico perdido num mar de imagens…
Isso me faz refletir sobre o que existe por trás da reforma da praça? E a consequência na memória coletiva da cidade? Será que não seria possível a construção de uma nova praça? (Em outro lugar) e fazer a reforma da Praça Luiz Viana Filho, mantendo a sua originalidade? Talvez a atual gestão esteja pensando no futuro, e vendo alguém passando pela praça e dizendo – Essa praça foi construído no ano de 2018 pelo Prefeito Fulano de Tal, se assim for, estão esquecendo de preservar a memoria daqueles que por ali passaram.
Eu acredito que a cidade precisa crescer, desenvolver e possibilitar às novas gerações outros caminhos, mas não se pode com esse argumento destruir o passado de quem com muito esforço ajudou a construir a cidade atual, por isso, espero que a atual gestão não destrua a história da cidade, em nome desse futuro promissor. Então fica a reflexão..
O que existe além do que você vê, em sua cidade?

Manoel Lopes

Um comentário em “O que existe além do que vejo?

  • 30 de julho de 2018 em 20:40
    Permalink

    Legal cara também brinquei muito nessa praça em frente ao colégio Marechal e quando eu for ae em Itarantim gostaria de ver a praça da forma que eu a conhecia na minha infância, restaurada sim não reconstruída.
    Parabéns por essa bela reflexão.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×