João Henrique: ‘A política hoje é prostituição, quero distância’

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

O ex-prefeito de Salvador compareceu na noite deste domingo (11) ao camarote Expresso 2222 e revelou que se dedica inteiramente à vida acadêmica

“Meu tempo hoje é todo dedicado à Academia, estudando Direito e Marketing. Estou afastado da política”. A declaração é do ex-prefeito de Salvador, João Henrique de Barradas Carneiro, que compareceu neste domingo (11) ao camarote Expresso 2222 para curtir um pouco do Carnaval. Em conversa com o bahia.ba, João Henrique disse ainda que “a política no presente momento também não está um ambiente muito convidativo”.

“Quando eu comecei a fazer política, era outra política, na década de 1980. Era política de voto de opinião. Não se tinha esses gastos milionários, essa compra de votos, não se tinha essa prostituição toda que está aí hoje. Então, eu, com o passar dos anos, na verdade só fiz me decepcionar com a promiscuidade, com a prostituição que a política virou. Então, estou estudando, estou fora desse ambiente e não sei se quero tão cedo voltar para esse ambiente, enquanto ele estiver de tal forma contaminado”, completou.

Ainda sobre o momento atual, quando vários grandes nomes se encontram presos e outros estão sendo julgados, JH acredita ser um processo positivo. “Eu acho que a Lava-Jato veio na hora certa. Tem que limpar mesmo, para virem aí as novas gerações, porque não era assim. Eu me lembro bem quando eu fui vereador, em 1988, e em Salvador o voto era de opinião. Depois, eu fui reeleito, em 1992, voto de opinião. Deputado em 94 e 98 – voto de opinião. Prefeito – voto de opinião. E agora, quando você vai ver… é só dinheiro, dinheiro… O que é isso? Prostituiram a política! Então, ó, quero distância!”.

Filiado ao PR, ele que chegou a se candidatar a vereador de Salvador nas últimas eleições (2016), mas não logrou uma cadeira na Câmara, avaliou a eleição desse ano, para o Governo do Estado: “Eu tô, como já disse, meio afastado da política. Agora, me parece que vai ser uma eleição disputada. Ambos [Rui Costa e ACM Neto] têm experiência administrativa e vão ter o que mostrar. E a população vai avaliar quem deve governar os destinos da Bahia pelos próximos… quatro ou cinco anos? Quatro, né? A Reforma Política não mexeu nisso, não é? Pois então, eu acho que a população deve avaliar não apenas o que eles estão fazendo, mas também as propostas que eles vão colocar, principalmente para Saúde, Educação e Segurança Pública”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×