ITAPETINGA: ENQUANTO GOVERNO DO PT ENRIQUECIA A JBS, FRIGORÍFICOS MENORES SOFRIAM AS DIFICULDADES DO MERCADO.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

politicagemnabagagemhttp://politicagemnabagagem.com.br/

Postado por Maurício Gohmes em BahiaBrasilItapetingaPolitica | 23/mar/2018

É público e notório as vantagens e comprometimentos do governo do PT (Lula e Dilma) em benefício da JBS, a maior exportadora de carne do Brasil, cujos rendimentos exorbitantes davam a seus proprietários e aos caciques do PT Brasil afora uma vida luxuosa e pródiga em detrimento de empresas menores e sérias que tentam a todo custo sobreviver a um mercado desigual e a uma carga tributaria escravizante.

Claro que essas empresas seriam sacrificadas, afinal, não têm os milionários recursos econômicos para financiarem campanhas eleitoreiras, através de propinas.

Exemplo disso é o NOSSO – digo nosso no sentido de ser eminentemente itapetinguense – FRIGOSOL, que teve que demitir mais de cem funcionários, haja vista ser praticamente engolido por empresas cujos “benefícios” dados pelo PT as fazem se sobressair às demais.

Triste mesmo é ver que um deputado estadual do PT, Rosemberg Pinto, que teve ampla votação em Itapetinga, que deveria tomar atitude em favor desta empresa itapetinguense, uma vez que o mesmo disse  saber antecipadamente da potencial demissão dos funcionários, não se movimentar em favor desta empresa. Um claro atestado de descompromisso com nossa cidade. E, por outro lado, ainda acusa o atual prefeito de não fazer nada, como se estivesse na alçada do poder executivo, independente de quem seja o gestor, resolver esta questão. Se um prefeito pode fazer alguma coisa, porque José Carlos Moura não o fez para impedir as milhares de demissões da Vulcabras/Asaléia?

Depuado não tem que “alertar” prefeito. Tem que tomar medidas e impedir demissões.

Esse povo está brincando de fazer política e gozando da nossa cara. Até quando aguentaremos isso?

Empresários sérios, que investem em nossa cidade se vêem à mercê de acordos políticos entre o PT e as grandes empresas, não apenas no ramo da carne, mas de outros setores, estão trabalhando no vermelho, pois não conseguem competir com as grandes que, como disse um dos proprietários do Frigosol: “compram a carne por 140,00 e vendem por 139,00”. Como isso?

E ainda vem um bocado de hipócritas criticar um empresário local que quer construir um condomínio em uma área podre da beira do nosso podre Rio Catolé, o que gerará emprego e renda para esta nossa cidade parada, no que diz respeito à movimentação de dinheiro.

Por Maurício Gohmes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×