Governadores do Nordeste isolam Bolsonaro para impor agenda deles

Spread the love
Eles consolidaram ontem Consórcio do Nordeste, uma instituição com CNPJ próprio

Se alguém imaginou que o encontro dos governadores do Nordeste ontem em Salvador seria um tiroteio ‘Paraíba’ em direção ao Planalto, errou. Os sete governadores presentes (dois, Ceará e Alagoas, mandaram os vices), não se esquivaram de falar do assunto, mas deram outro tom, o de que a união faz a força.

O Nordeste tem 55 milhões de habitantes, é 33% da população nacional, e tem apenas 9% do PIB. Eles consolidaram ontem Consórcio do Nordeste, uma instituição com CNPJ próprio que vai comprar remédios e equipamentos hospitalares em conjunto, interconectar a região com fibra ótica, da educação a segurança, correr atrás de investidores, especialmente para a energia renovável (eólica e solar) com uma agenda internacional que viagens conjuntas para a Europa, a começar em novembro.

Palmas para o Consórcio

Todos festejaram o Consórcio como algo positivo. Veja as falas, a começar com Fátima Bezerra (PT), do Rio Grande do Norte:

— O Consórcio é bem anterior ao momento atual. O encontro mostra força política, coesão, mais inclusão.

Wellington Dias (PT), do Piauí, sobre segurança:

— Montamos uma central (no Ceará), e já estamos colhendo os frutos. Os índices de criminalidade, que eram assustadores, caíram.

Rui Costa:

— Queremos um planejamento estratégico. E vamos ajudar o Brasil a crescer.

 Destaque_Levi Governadores do Nordeste isolam Bolsonaro para impor agenda deles Politica

Levi Vasconcelos

Levi Vasconcelos é jornalista político, diretor de jornalismo do Bahia.ba e colunista de A Tarde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.