‘Existe algo atravessado das elites contra o Lula’, diz Gil

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Ex-ministro da Cultura durante os mandatos do petista, Gil falou sobre o momento de instabilidade política do país e lembrou de polêmica envolvendo versos da música “Tradição”

Fernando Valverde / James Martins

Dez anos após deixar o Ministério da Cultura, onde passou cinco anos e meio, Gilberto Gil vê um momento de instabilidade na política.  no Expresso 2222, Gil avaliou a situação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, responsável pela sua indicação.

Condenado pelo TRF-4 por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, o petista pode ser impossibilitado de concorrer nas eleições presidenciais deste ano, como tenciona. Para Gil, as circunstâncias irão determinar sobre a elegibilidade ou não de Lula, mas também existe uma perseguição para tirar-lo do pleito.

“A Lava-Jato chegou com uma proposição de averiguações amplas sobre as possibilidades de corrupção e ao mesmo tempo tem uma coisa atravessada dos setores das elites brasileiras em relação ao Lula né? Então junta as duas coisas”, afirmou.

Racismo e tradição – Ao ser lembrado sobre uma polêmica do carnaval passado, trazida pelo bahia.ba que questionou o empresário Luis Martins Catharino Filho, ex-presidente do Clube BaiHano de Tênis, sobre o preconceito que seria explicitado nas linhas da música “Tradição” onde Gil diz: “tempo que preto não entrava no Bahiano, nem pela porta da cozinha”.

Ainda que tenha dito anteriormente que se tratava de uma metáfora, Gil apontou as formas como vêem o negro e o preconceito velado que impera nestes espaços.

“O que é aberto pra preto no Brasil? Temos a questão da discriminação, que é proibida por lei, com a lei anti-racismo e etc, mas mesmo assim ainda existe. Ainda tem toda uma rejeição em relação a presença mais ampla do negro, não adianta falar que não. Lá no Baiano, mesmo com as portas abertas, ainda tá fechado”, afirmou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×