Colômbia extradita aos EUA o “Pablo Ecobar” do Equador

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

A Colômbia extraditou neste sábado (24) para os Estados Unidos o criminoso Washington Prado, importante chefe do narcotráfico apontado como o “Pablo Escobar do Equador”, informou o Ministério Público. Equatoriano de 36 anos, Prado, também conhecido como “Gerard”, foi capturado em abril de 2017 na Colômbia. Nos Estados Unidos, para onde foi enviado ao amanhecer sob um forte esquema de segurança, deve responder pelo envio de mais de “250 toneladas de cocaína” pela rota do Pacífico, de acordo com o Ministério Público colombiano. O chefe da máfia equatoriana tentou evitar sua extradição, apresentando-se como um guerrilheiro desmobilizado das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc). Essa organização, que durante meio século lutou contra o Estado colombiano, depôs as armas no ano passado e tornou-se um partido político depois de assinar um acordo de paz. O pacto impede a entrega aos Estados Unidos dos rebeldes envolvidos com narcotráfico, em troca do pagamento de indenizações às vítimas. As autoridades comparam Prado a Pablo Escobar, chefe criminoso morto na década de 1990, por seu poder no negócio de drogas no Equador, um país de trânsito da cocaína produzida na Colômbia. Este homem, que estava preso em uma prisão de segurança máxima em Bogotá, “é considerado um dos maiores capos dos últimos tempos e tornou-se um importante alvo para os Estados… – Veja mais em https://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×